top of page

Reality Shows - Fenômenos de engajamento nas redes sociais

Não se fala mais em outra coisa: o BBB começou! E já são 23 edições seguidas que o reality show leva uma audiência gigantesca para a frente da TV, gera centenas de milhões de compartilhamentos e interações nas redes sociais, e claro, traz muito, mas muito faturamento para a Globo - mais de R$ 1 bilhão na edição de 2022.


Os reality shows são programas baseados em vida real, que não possuem ensaio ou controle prévio do conteúdo, das falas e das atuações. Se olharmos bem, os canais abertos e a cabo, além das plataformas de streaming, estão cheias de programas deste gênero.


São diversos tipos e formatos de reality shows, onde a finalidade é sempre a conquista de algo, seja um prêmio em dinheiro, uma viagem, um cargo em empresa, a reforma de um restaurante ou até mesmo um parceiro(a).


Vejamos os formatos mais comuns de reality shows:
  • Culinária (MasterChef, Pesadelo na Cozinha)

  • Musicais (The Voice, American Idol)

  • Confinamento (BigBrother Brasil, A Fazenda, Largados e Pelados)

  • Negócios (Shark Tank, O Aprendiz)

  • Esportes (Fighting Academy, Sonho de Bola)

  • Relacionamentos (CatFish, Casamento às Cegas)

  • E muitos outros formatos…


Possibilidades para Criadores e Marcas


Bom, já vimos que reality shows são variados e abarcam vários tipos de públicos. E quando o assunto é marketing, há grandes oportunidades para marcas e criadores de conteúdo surfarem nas ondas dos reality shows.


Uma marca, dependendo do porte, pode ativamente patrocinar um reality show. Para um BBB ou SharkTank da vida, prepare um belo investimento, mas o retorno é grandioso: muita visibilidade, conexão marca + reality + público, que gera um senso de comunidade, e sem falar que vira assunto nas redes sociais.


Mas a minha marca não pode patrocinar um reality show, e agora? Bom, as redes sociais estão aí, prontinhas para receber uma postagem criativa envolvendo o assunto do reality show do momento.


Se você é criador ou influencer, as possibilidades de gerar conteúdo são infinitas. Vamos imaginar algumas:
  • Uma nutricionista pode fazer um conteúdo sobre a alimentação dos participantes confinados na casa.

  • Ou um personal trainer pode fazer um vídeo mostrando como a preparação física ajudou o líder a ganhar a prova.

  • Uma estilista pode indicar como usar ou não o look semelhante ao dos participantes.

  • Um consultor financeiro pode demonstrar como o ganhador do prêmio milionário pode investir o dinheiro para futuras rentabilidades.


Enfim, há muitas possibilidades para gerar conteúdo em cima dos reality shows, mesmo sem ter vínculos ou patrocínios.


Perceba que, nas redes sociais, as pessoas estão para se divertir e se entreterem, mas também querem se informar e estarem atualizadas, mesmo que o conteúdo seja com humor ou uma pegada mais analítica.


São 171 milhões de brasileiros conectados nas redes sociais. Então, há sim muitas oportunidades e várias maneiras de gerar conteúdo, sendo uma marca ou criador de conteúdo.


Faturamento em alta - Quanto fatura o BBB?


O reality show que dura 3 meses fatura alto. Na verdade, semanas antes do BBB começar, as cotas de patrocínio começam a ser confirmadas, sendo três tipos de cotas para patrocinadores: Cota Big, Cota Camarote e Cota Brother. Cada uma tem um valor, frequência e formato de exposição diferentes, sendo a Big a mais cara delas e geralmente são disponibilizadas menos de 10 cotas.



Segundo a revista Exame, os três tipos de patrocínio têm cotas que vão de R$ 15 milhões à R$ 105 milhões, além de outros tipos de divulgação dentro do programa e nos comerciais que têm valor mínimo de R$ 2 milhões.


Em 2022, estima-se que o faturamento da emissora com o BBB, em patrocínios e publicidade, foi de incríveis R$ 1 bilhão de reais.

É o reality show com maior visibilidade do país. Mesmo não sendo um patrocinador, a sua marca pode se beneficiar, pois há muitas possibilidades de falar sobre o assunto nas redes sociais com o jeitinho que sua marca tem de se comunicar com os usuários que a acompanham nas redes sociais. E ainda potencializar isso, fazendo parcerias com influenciadores e criadores de conteúdo que estão ávidos para se conectarem com as marcas.


Quando marcas e criadores de conteúdo resolvem fazer seu próprio reality show


Nem só as emissoras de TV produzem reality shows: marcas e criadores de conteúdo também criam seus programas baseados em vida real e distribuem em plataformas de streaming gratuito ou em plataformas privadas.


Um exemplo disso, é o Reality Me Poupe, criado por Nathalia Arcuri, especialista em educação financeira, empresária e criadora de conteúdo. Em seu canal do YouTube, ela e sua equipe disponibilizam o programa completo, onde a Nathalia auxilia os participantes a colocarem a vida financeira nos eixos.


No canal, são mais de 7.3 milhões de seguidores e o reality chegou à 3° temporada. Os episódios têm de 400 mil a 2 milhões de visualizações cada um, com comentários que permitem a criadora de conteúdo saber quais são as dores e aspirações do seu público.


Ah, mas eu não tenho uma audiência deste tamanho. Posso fazer um reality show?

Sim, claro! O importante é criar um conteúdo real que seja do interesse do seu público. Para a Nathalia, que é do ramo de finanças, fazer um reality com pessoas de verdade precisando organizar as finanças, irá chamar atenção de muitas pessoas que também precisam da mesma solução.


Se o seu canal fala sobre esportes, por que não criar um reality show com desafios, envolvendo as pessoas do seu bairro ou da quadra onde você pratica esportes?


Ou, se sua marca vende produtos para maquiagem, por que não criar um desafio para contratar uma maquiadora ou maquiador?


Registre e edite tudo de maneira sequencial, depois é só subir em alguma plataforma de vídeo, como YouTube ou Vimeo. Convide seu público para assistir e voilá!


Concluindo…

Os reality shows são sim um grande atrativo em conteúdo real, seja em emissoras de TV ou em canais de marcas e criadores de conteúdo. O importante é aproveitar o momento de alta destes programas e gerar conteúdos relevantes e relacionados, somando a colabs, hashtags, marcações e entre outros recursos que cada rede social disponibiliza.


Sua marca pode aproveitar a onda dos reality shows e aproveitar parcerias e ferramentas para acompanhar os resultados em tempo real, a inCast pode te ajudar.


Caso você seja um influencer ou criador de conteúdo, temos o nosso Plano de Parcerias, que oferece alguns benefícios para os parceiros.

0 comentário

Comentários


bottom of page